Quem sou eu e o que este blog.

Minha foto

Sou viciado em computação, Internet e Fotografia. Morei por quase 6 anos, e ainda frequento, Paraty. Sou usuário de softwares Open Source, tendo dado algumas contribuições em diversas ocasiões.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Killbots, Jogo

Sabe aqueles jogos que viciam? Eu, fuçando os jogos do KDE (Ambiente Gráfico usado em vários sistemas Unix-Like, como o GNU/Linux e o FreeBSD.), dei de cara um um deles, o Killbots. Ele é a versão KDE de um jogo antigo dos sistemas BSD, segundo li no manual do jogo.

Basicamente algum cientista maluco, que ninguém sabe quem é, criou uma legião de robôs assassinos que querem te matar, e não se sabe por que (Mexeu com a filha dele?). Só se sabe que ele era um gênio na produção em larga escala, e uma anta em inteligência artificial. Os robôs tentam te alcançar pelo caminho que parece mais curto, sem se preocupar se vão trombar uns nos outros ou se vão trombar nos destroços. Como este cientista também era incompetente para fazer com que eles fossem resistentes, em qualquer trombada eles morrem, seja uns com os outros gerando destroços ou com os destroços resultantes de trombadas anteriores. Mas você é inteligente, tem a capacidade de ficar se esquivando, se desviando, criando estratégias, atraindo-os para se colidirem, para colidirem com destroços etc. A sua missão é destruir os robôs e sobreviver.

Mas mesmo assim eles podem conseguir lhe cercar. Então você tem um único recurso especial, o teletransporte. Existem somente 3 botões no seu equipamento de teletransporte. Um lhe transporta para qualquer lugar, seguro ou não, mas não gasta energia. O outro lhe transporta para um lugar seguro, mas gasta um ponto de energia. E o último pode ser usado como arma, gastando mais energia, mas faz desaparecer todos os robôs assassinos à sua volta imediata. Segundo alguns boatos, eles são transportados para algum lugar que não se sabe onde. Outros boatos dizem que são desmaterializados, mas não são materializados em lugar algum. Não se sabe ao certo.

Mas durante o jogo você tem que obter energia para usar o teletransporte seguro, e só existe um modo para isto, que é esmagar robôs assassinos com destroços. Você empurra uma pilha de destroços sobre um robô e ganha um ponto de energia. Se ficar sem energia só poderá usar o modo não seguro, que lhe pode colocar ao lado de um robô que lhe matará imediatamente, terminando o jogo.

A cada rodada vem um enxame maior para te pegar, e pode ser que tenha que usar cada vez mais o teletransporte.

Como estou jogando no modo fácil, o jogo já começa com alguns destroços, ele não lhe deixa mover para onde te matam, e quando não existe como se transportar de forma segura por que ficou cheio demais, ele recomeça com poucos robôs. Estou chamando isto de virar o jogo, como chamavam coisas assim nos fliperamas antigos.

Acabei me tornando muito bom, um verdadeiro assassino cruel, desumano, impiedoso, sem coração e de sangue frio (mais adjetivos são bem vindos...) de robôs assassinos, então tenho mantido boas reservas de energia, mesmo com as limitações de quantidade de energia que o jogo impõe. Assim fiquei em um jogo único por semanas (claro, dando pausas para dormir, trabalhar, comer, postar no blog, responder e-mail etc), virando uma vez atrás da outra.

Abaixo está a imagem de tela do momento que passei de 1 milhão de pontos, depois de 44 viradas de jogo:

Logo após atingir 1 milhão de pontos.

No final eu morri com 1415185 pontos, com 2704 rodadas, depois de virar o jogo 62 vezes. Dei uma série de azares e não conseguia manter um nível seguro de energia, saindo de cada rodada com menos energia do que entrei nela.

Abaixo está a imagem final.

Tela final.

Se o jogo não limitasse a quantidade de energia que pode acumular eu não teria tido problemas, pois teria energia de sobra. Eu matava muito robôs mesmo não podendo acumular mais energia.

Não sei quando comecei este jogo, mas sei que entre a décima oitava virada, e o final foi um pouco mais de 10 dias. Acho que joguei um jogo só por duas semanas.

2 comentários:

  1. No dia 06/02/2013 quebrei o record. Entrei no round 2705 às 10:23 com 1405980 pontos.

    Fiz um novo record de pontos às 10:38. fazendo 1415320, no round 2717.

    Neste intervalo ainda atendi o telefone.

    Foram várias semanas em um único jogo, e o computador estava com uptime de 30 dias.

    goffredo:[1001] uptime
    10:39 up 30 days, 23:46, 16 users, load averages: 0,30 0,39 0,44

    ResponderExcluir
  2. Tive que parar pouco depois, no início do round 2769 e com 1442755 pontos. Meu novo recorde. Foram semanas de jogo.

    ResponderExcluir