Quem sou eu e o que este blog.

Minha foto

Sou viciado em computação, Internet e Fotografia. Morei por quase 6 anos, e ainda frequento, Paraty. Sou usuário de softwares Open Source, tendo dado algumas contribuições em diversas ocasiões.

sexta-feira, 15 de março de 2013

DSLR Remote

Garimpando os aplicativos para Android me deparei com o DSLR Remote. Ele é um programinha para controlar câmeras DSLR, mas existe um porém, a ausência da interface de Infravermelho que falei no meu artigo Lições que o Google Android não aprendeu com o Palm. Como isto foi resolvido?

Rua do Fogo, Centro Histórico de Paraty - RJ. Fusão de oito imagens usando o enfuse.

O próprio site o DSLR Remote ensina como fazer as interfaces para conectar a saída de fone de ouvido do celular com a câmera. Eu preferi a mais simples, com dois LEDs infravermelhos em "antiparalelo". Claro que os meus não ficaram tão bonitinhos quanto os do autor do programa, mas funcionam.

LEDs IR em "antiparalelo" em um plug P2. Não estão muito bonitos, mas funcionam.

O programa tem três funções básicas: Disparo simples; HDR, permitindo fazer até 9 exposições, com até 4 EV de diferença entre elas, e com a exposição central de 1/5 de segundo até 15 minutos; E Timer, que permite colocar um atraso de até 99:59:59 (quase 100 horas), com o tempo de exposição de até 59:59 (quase 1 hora), intervalo de 99:59:59 (quase 100 horas) e até 9999 disparos.

O HDR tem uma limitação, que é o tempo mínimo. Ele é por volta de 1/4 s. Isto torna o experimento de longa exposição ao sol mais importante ainda. E se calhar de algumas exposições pedidas forem abaixo do limite inferior, estas exposições não serão realizadas.

Para o modo HDR e o tempo de exposição do Timer funcionar a câmera tem que estar no modo Manual e com o tempo de exposição em Bulb, e como eu estava usando por infravermelho, a câmera ainda tinha que estar com a configurada para ser comandada pelo controle remoto.

Para testar fiz algumas fotos da Rua do Fogo, no Centro Histórico de Paraty. Foram 8 fotos, mas cometi alguns erros ao apontar os LEDs para a câmera. Deveriam ter sido 9 fotos. Um dos erros só percebi na hora de edição, no qual duas fotos ficaram com "exposição emendada". A foto 4071 era para ser uma foto de 2 segundos de exposição, mas "emendou" com uma de 4 segundos.

O outro erro foi na foto 4074, que percebi na hora. Eu virei os LEDs na hora que deveria terminar a exposição. Neste caso resolvi não recomeçar. Abortei a sequência, e como era uma exposição de 30 segundos, e depois teria uma  de 60 segundos, usei o Timer para fazer estas duas fotos.

Os tempos de exposição foram:

goffredo:GoffredoNB2[1062] ./lista_exposicao.sh
DSC_4068.JPG: Exposure Time                   : 0.4
DSC_4069.JPG: Exposure Time                   : 0.6
DSC_4070.JPG: Exposure Time                   : 1.1
DSC_4071.JPG: Exposure Time                   : 7.6
DSC_4072.JPG: Exposure Time                   : 8.1
DSC_4073.JPG: Exposure Time                   : 15.1
DSC_4075.JPG: Exposure Time                   : 30.1
DSC_4076.JPG: Exposure Time                   : 60.1
DSC_4068.NEF: Exposure Time                   : 0.4
DSC_4069.NEF: Exposure Time                   : 0.6
DSC_4070.NEF: Exposure Time                   : 1.1
DSC_4071.NEF: Exposure Time                   : 7.6
DSC_4072.NEF: Exposure Time                   : 8.1
DSC_4073.NEF: Exposure Time                   : 15.1
DSC_4075.NEF: Exposure Time                   : 30.1
DSC_4076.NEF: Exposure Time                   : 60.1


A câmera mostra 0 0.4 s como 1/2.5 s, e a 0.6 s como 1/1.6 s. A configuração era de exposição central de 4 segundos, passos de 1 EV e 9 exposições, o que dava: 1/4 s, 1/2 s, 1s, 2 s, 4 s, 8 s, 15s, 30 s e 60s. Dá para notar que existe um erro entre o tempo pedido ao DSLR Remote e o tempo que realmente dura a exposição. Deve ter mais uma imprecisão, pois a câmera só deve conseguir mostrar um valor próximo ao real, e o valor real de exposição fique entre o pedido e o que a câmera mostra.

Depois fiz o processamento com o enfuse, que deu um resultado melhor do que eu consegui com o HDR depois.

goffredo:GoffredoNB2[1061] time enfuse -o Rua_do_Fogo_enfuse.jpg *.JPG
enfuse: info: input image "DSC_4068.JPG" does not have an alpha channel;
enfuse: info: assuming all pixels should contribute to the final image
enfuse: info: input image "DSC_4069.JPG" does not have an alpha channel;
enfuse: info: assuming all pixels should contribute to the final image
enfuse: info: input image "DSC_4070.JPG" does not have an alpha channel;
enfuse: info: assuming all pixels should contribute to the final image
enfuse: info: input image "DSC_4071.JPG" does not have an alpha channel;
enfuse: info: assuming all pixels should contribute to the final image
enfuse: info: input image "DSC_4072.JPG" does not have an alpha channel;
enfuse: info: assuming all pixels should contribute to the final image
enfuse: info: input image "DSC_4073.JPG" does not have an alpha channel;
enfuse: info: assuming all pixels should contribute to the final image
enfuse: info: input image "DSC_4075.JPG" does not have an alpha channel;
enfuse: info: assuming all pixels should contribute to the final image
enfuse: info: input image "DSC_4076.JPG" does not have an alpha channel;
enfuse: info: assuming all pixels should contribute to the final image
enfuse: warning: no usable resolution found in first image "DSC_4068.JPG";
enfuse: warning:   will use 300 dpi
enfuse: info: loading next image: DSC_4068.JPG 1/1
enfuse: info: loading next image: DSC_4069.JPG 1/1
enfuse: info: loading next image: DSC_4070.JPG 1/1
enfuse: info: loading next image: DSC_4071.JPG 1/1
enfuse: info: loading next image: DSC_4072.JPG 1/1
enfuse: info: loading next image: DSC_4073.JPG 1/1
enfuse: info: loading next image: DSC_4075.JPG 1/1
enfuse: info: loading next image: DSC_4076.JPG 1/1
38.917u 1.338s 0:46.24 87.0%    3786+1834k 0+4070io 35pf+0w


A imagem resultante foi mostrada no início do artigo.

Abaixo estão os resultados com HDR:

Mapeamento de tons Drago, com ajuste de curvas. Sem editar para acertar os pontos de superexposição.

Mapeamento de tons Fattal. Sem editar para acertar os pontos de superexposição.

Mapeamento de tons logarítmico. Sem editar para acertar os pontos de superexposição.

Ainda acho que o enfuse ficou melhor.

O DSRL Remote é limitado, mas ainda assim é uma boa ferramenta para uso. Acho que as limitações são mais do celular do que realmente do programa. As interfaces IR foram fáceis de fazer, e baratas. Mais baratas que os controles remotos paralelos na Deal Extreme. Agora não pretendo mais comprar o controle remoto para a câmera. O DSLR Remote substitui ele com vantagens.

6 comentários:

  1. Pelo que vi no link do programa, funciona apenas em canon?

    ResponderExcluir
  2. funcionou na D7000 e galaxyS2

    ResponderExcluir
  3. Eu uso Nikon D90, e Motorala Xoom e Motorola Cube. Informei ao autor do DSLR Remote. Ele agradece informações de combinações de câmera e dispositivo Android.

    ResponderExcluir
  4. Eu tentei no galaxy y duos, na canon t3i (600d) mas nao tive resultados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fez o transmissor? Configurou o DSLR Remote para a sua câmera? A sua câmera aceita controle remoto Infra Vermelho? Se aceitam apontou para entrada de controle remoto dela?

      Segundo alista de hardware abaixo, a sua câmera é suportada. Isto é boa notícia:

      http://bitshift.bi.funpic.de/en/dslr-remote/hardware/compatibility.php

      Mas não achei nada quando procurei o seu celular.

      Qualquer dúvida, entre em contato.

      Excluir