Quem sou eu e o que este blog.

Minha foto

Sou viciado em computação, Internet e Fotografia. Morei por quase 6 anos, e ainda frequento, Paraty. Sou usuário de softwares Open Source, tendo dado algumas contribuições em diversas ocasiões.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Procissão do Fogaréu de Paraty

Extra! Extra! O Gazeta do Império Romano acompanha a prisão de subversivo que se diz rei dos judeus. Informante guia uma guarnição até onde o subversivo se encontrava, e ainda o identifica, para que fosse feita a prisão.


Talvez a prisão de Jesus fosse noticiada assim em algum jornal do Império Romano, se fosse nos tempos atuais. E é com a busca e a prisão de Jesus que começa a procissão do fogaréu.

Ele é levado preso até a Igreja da Matriz, de onde sai a procissão. Nesta procissão a cidade tem a suas luzes apagadas, e os fiéis andam com tochas na mão. A procissão leva um andor da Igreja Matriz, passando pelas outras 3 igrejas do Centro Histórico, e voltado para a Igreja Matriz. Infelizmente nem todos respeitam a procissão. Algumas lojas e casas não desligaram as suas luzes. O Paraty 33 desligou o canhão de luz à meu pedido, e em respeito à procissão (Obrigado.).

Eu sei que estou omitindo o simbolismo da procissão, e por isto as fotos que fiz podem até mesmo não serem muito representativas, mas é um desafio técnico fotografar com tão pouca luz, ou luz tão forte e tão próxima dos objetos fotografados.

Fotografei tudo usando uma 50 mm f1.8 e em parte do tempo com medição spot e equilíbrio de branco configurado para 2500 K, que é o que melhor funcionava com as chamas das tochas. Houveram muitas fotos com fotometragem errada, e que ficaram muito escuras, algumas só aparecendo as chamas.

As fotos não tem nada em especial, a não ser as dificuldades técnicas e algumas brincadeiras com alguns segundos de exposição. Acho que algumas ficaram legais, mas eu encarei mais pelo desafio técnico do que pelo significado religioso.

Abaixo uma amostra das fotos:

























Nenhum comentário:

Postar um comentário