Quem sou eu e o que este blog.

Minha foto

Sou viciado em computação, Internet e Fotografia. Morei por quase 6 anos, e ainda frequento, Paraty. Sou usuário de softwares Open Source, tendo dado algumas contribuições em diversas ocasiões.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Lente da D90 serve na D600? - Lente DX em câmera FX

Olhando as estatísticas de acesso no meu blog vi que alguém chegou nele fazendo a seguinte pergunta no Google: "lente da D90 serve na D600". Achei interessante o assunto, e se ele tivesse me perguntado, mesmo em algum comentário de algum artigo, eu poderia ter explicado. Também achei que era um bom assunto para um artigo.

A resposta inicial é "Serve sim, mas...". Sim, tem um "porém".

A Nikon usa dois tamanhos de sensores nas suas DSLRs, o formato DX e o formato FX (ou Full Frame), e fabrica lentes segundo estes formatos.

FX ou Full Frame

Este é o formato, e tamanho, original do filme de 35mm. As dimensões são 36x24mm, com uma área de 864 milímetros quadrados.

Quase todas as lentes com a baioneta F, que é a baioneta da Nikon, criadas para as câmeras SLRs de filme projetam uma imagem que cobre pelo menos esta área. Normalmente cobrem uma área circular maior. Algumas lentes olho de peixe são as raras exceções.

O nome Full Frame foi criado a poucos anos atrás para designar as câmeras digitais que tenham o sensor do mesmo tamanho do filme de 35mm, e a Nikon usa a sigla FX para simplificar. Esta sigla é usada em todas as câmeras Full Frame e nas lentes lentes modernas que projetam uma imagem que cobre inteiramente estes sensores, ou o filme 35mm.

As câmeras top da Nikon costumam ter este formato de sensor, sendo que a primeira lançada foi a D3, seguida pela D700, depois D3x e D3s, e as atuais D4, D800 e D600.

Quase todas as lentes que eu uso na minha D90 são FX. Aliás, algumas delas nem receberam esta sigla, pois foram lançadas na década de 1980, quando não existiam câmeras digitais, portanto não existia esta sigla.

DX

O formato DX de sensor tem 24x16mm (Existem pequenas variações por volta disto.), e é o formato da grande maioria das câmeras DSLRs lançadas pela Nikon (a D90, a linha D5x00, a linha D3x00, a D7000, D200, D300, D300s, D40, D2X etc), e também por vários concorrentes dela (Sony, Pentax, Sigma etc, mas não a Canon.). Ele tem uma área de 384 milímetros quadrados, portanto bem menor, 4/9 do tamanho, que o formato FX.

Aparentemente é um sensor mais barato de ser produzido, mas tem uma área menor de captação de luz em relação aos FX, portanto podem apresentar imagens mais ruidosas para a mesma quantidade de pixels.

As lentes criadas especificamente para este tipo de sensor recebem a sigla DX. Elas projetam uma imagem que cobre a área de um sensor DX, mas não cobre a de um sensor FX. As lentes DX costumam ser mais baratas e leves, pois empregam menos material.

Eu só tenho uma lente para este formato, que é a 18-105mm F3.5-5.6 DX AF-S VR veio na minha D90.

Câmera DX x Lente FX

Na Nikon não existe problema de fazer isto. Eu faço como rotina. Mas algumas coisas acontecem:

  • O sensor só pegará a porção central da imagem projetada pela lente.
  • Se uma lente tem efeito de vinheta - um escurecimento que acontece nas bordas, especialmente nas quinas - este efeito não será perceptível, pois cairá em uma área da imagem que é descartada.
  • Como o sensor só aproveita uma área central da imagem, o ângulo de visão diminui (não da lente, e sim, o aproveitado pelo sensor), fazendo a lente equivaler a uma com maior distância focal. Isto se chama de fator de crop, ou de corte, que para este tamanho de sensor é de 1.5.

Este fator de corte é uma característica interessante, e por vezes mal entendida. A distância focal da lente não muda, como alguns pensam, e sim passa a equivaler a uma distância focal maior em uma FX ou no filme 35mm. Exemplo: Uma lente 200mm em uma câmera com sensor DX terá o mesmo campo de visão, e o mesmo enquadramento, de uma lente 300mm em uma câmera FX ou uma de filme. A distância focal é inerente à lente, ao seu projeto, não importando em que câmera ela é usada.

Câmera FX x Lente DX

A Nikon permite usar lentes DX em câmeras FX, mas podem acontecer algumas coisas.

  • A câmera reconhece a lente, e entra em modo DX, só usando a porção central do sensor equivalente a um sensor DX, reduzindo também a quantidade de pixels capturados. A D800, por exemplo, de 36 Mp, faz fotos de 16 Mp com uma lente DX.
  • Tem a opção de continuar a usar a câmera como FX, segundo achei pela internet, usando todo o sensor, mas como a imagem não cobre todo o sensor, terá uma vinheta muito forte e bem marcada. (Veja adiante o caso do filme para entender melhor.)

Eu não pude experimentar por conta própria isto, pois não tive acesso suficiente a uma câmera FX para fazer os testes. Se alguém fez os testes, pode colocar nos comentários. Se tem blog, pode fazer o teste, publicar, e colocar nos comentários o link para o seu artigo.

Segundo a Nikon, automaticamente acontece a primeira opção. Aqui tem um um artigo da Nikon bem legal sobre o assunto, mas está em inglês. Nele tem algumas ilustrações muito boas.

Câmera de filme x Lente DX

Sim, funciona, mas... não cobre o filme todo.


Esta foto foi feita com uma Nikon N80, uma câmera eletrônica de filme, usando a 18-105mm que veio na minha D90. Dá para notar bem que não cobriu toda área do filme, tendo uma forte vinheta,

Se uma câmera DSLR FX usar o sensor todo, acontecerá a mesma coisa.

Com o Para-sol a situação foi ainda pior, pois ele apareceu na foto.


Resolvi mostrar qual é a área que o sensor DX ocuparia neste caso.


Fiz uma máscara no GIMP na proporção do sensor DX em relação ao FX, e apliquei. Pedi que tudo que ficaria fora do sensor DX fosse escurecido. O resultado é este acima. Nem sequer o para-sol atrapalhou. Isto ajuda a dar uma ideia da relação de tamanho entre os sensores DX e FX, e ainda ver a área da imagem projetada por uma lente DX.

Conclusões

Todas as lentes FX servem em sensores DX e FX, mas com um menor de ângulo de visão nos sensores DX. As lentes DX funcionam com limitações em sensores FX e no filme. Ainda podem acontecer outras limitações, como as que eu enfrentei usando uma 50mm F1.4 Ai-S na Nikon D90, mas estas são de acordo com outras características da lente, e não se ela é DX ou FX.

Notas

Todas as lentes com a sigla DX em seu nome são para sensores DX. Mas nem todas as FX tem a sigla FX no nome. Ou seja, se não tem DX no nome, ela é FX.

A Nikon tenta preservar, dentro dos limites possíveis, as compatibilidades entre as câmeras e lentes, tanto é que a Nikon N80, que foi lançada em Janeiro de 2000, conseguiu usar uma lente criada muitos anos depois para câmeras digitais, claro que esbarrando na limitação inerente à lente ser DX.

Atualização

Finalmente pude testar usando uma câmera digital FX. Os resultados do teste podem sem vistos em "Lentes DX e FX em uma câmera FX". Sugiro ler para ver mais exemplos.

50 comentários:

  1. ola gostaria de saber se vc sabe como coloco o menu em portugues,sendo q na minha d 600 so mosta em ingles ou japones,eu preciso de algum programa:?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Troca de firmware, pois as mensagens fazem parte do firmware. Talvez a Nikon faça esta troca de firmware.

      Se tiver alguma atualização de firmware disponível, pegue uma que suporte português e atualize o firmware da câmera com ela. Pode ser que funcione.

      Comprou a câmera no Japão?

      Excluir
  2. Excelente texto! Sou um leigo no assunto e para mim, isto se tratava puramente de jogadas de marketing com nomes.

    Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  3. Joao, primeiramente parabéns por compartilhar seu conhecimento.
    Eu tenho uma dúvida sobre a utilização de uma lente FX em uma câmera DX: há diferença entre a imagem mostrada no viewfinder a na foto registrada?
    A minha preocupação é para não ter cortes indesejados nas fotos.

    Kleber

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando o visor é 100% de cobertura não tem diferença de enquadramento. Mas algumas câmeras não são 100%, mas chegam perto (95%, por exemplo), então a foto tem um pouquinho a mais do que você viu no visor, bem pouco.

      Excluir
  4. João tenho atualmente a Nikon D7000 com duas lentes 18-105mm e 15-105 macro, se´r que dá para migrar para a D800 usando estas lentes.
    Atenciosamente,
    Miguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poderá, pelo que eu sei, usar a 18-105mm na D800, mas não conseguirá usar os 36 Mp, pelo menos sem vinheta.

      Eu não conheço a 15-105mm, e não achei informações sobre ela. Se ela for FX não terá problemas. Mas se não for, se ela for DX, terá as mesmas limitações que tem na 18-105mm.

      Excluir
  5. Olá João, parabéns e obrigado, muito esclarecedor! Agora uma solicitaçao de conselho, rsrs. Vejo , como eu vc utiliza a D90. Tenho duas e 4 lentes , apenas uma é fx. Apareceu uma oportunidade de troca das minhas d90, mais um R$, por uma d600. Tenho duas cameras e ficaria só com uma, a d600, e com 3 lentes com compatibilidade reduzida. Vc acha viável, com a d600 eu ganharia muito mais qualidade com relação a d90.
    Mais uma vez obrigado e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ganharia qualidade de imagem, pois é uma nova geração de sensor, mas estaria limitado a cerca de 10 Mp quando usasse as lentes DX, creio eu.

      Estaria sem câmera reserva.

      A D600 viria com alguma lente, como a 24-85mm? Se sim, você passaria a ter outra lente FX. Aliás, qual lente FX você tem? E quais DX?

      No seu site vi que você fotografa casamentos (Desconfio, já que faz "Dia da Noiva".), e é temerário fazer casamentos sem equipamento reserva. Se tiver algum problema com a câmera estará em apuros.

      Eu pensaria em tentar juntar mais dinheiro para só me desfazer de uma D90 e ficar com a D600 e uma D90.

      Excluir
  6. Olá João, obrigado pela resposta.
    A D600 viria somente o corpo. Minha lente FX é uma Sigma 10-20mm e as Dx são nikon - 18-105mm/50mm-1.8/55-200mm.
    Sim, minha intenção é fazer casamentos estou trabalhando para isso, e ficaria sem máquina reserva, o que é inviável, por isso tenho as duas D90.
    Vc concorda que as D90 dão conta para fazer casamento, ou acha extremamente necessário uma full frame?
    É isso mesmo, agora, juntarei mas dinheiro pra ficar com uma D90 de reserva.
    Novamente, muito obrigado e parabéns pelo blog, estou acompanhando. Precisando de algo, grita lá no site, grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que tem um erro. Qual é a sua 50mm 1.8? É a 50mm 1.8 AF D? Se for, ela é FX. Aliás, a G também é FX. Eu não sei se existe 50mm DX. Aliás, eu tenho dois artigos, pelo menos, sobre lentes 50mm.

      Conheci fotógrafo trabalhando, inclusive com casamentos, com a D90. Tem fotógrafo fazendo casamento com a D300 e a D300s, e a D90 tem o sensor do mesmo nível destas.

      Excluir
    2. Atenção Rubinho, porque a Sigma 10-20mm é DX e não FX como está a referir...

      Excluir
  7. Olá, João!
    Sou amador, tenho uma D90.
    Parabéns pelo artigo. Não encontrei explicação melhor sobre o assunto. Super didático.
    Um abraço.
    Paulo Tadeu Gazzi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada. Fico feliz que tenha gostado e sido útil.

      Excluir
  8. Olá João, tenho uma nikon d3100, lentes: - AF-S nikon 50 mm1:1.4G / AF-S nikkor 18-55 mm 1:3.5-5.6 G (DX) / sigma 10-20mm 1:3.5 DC HSM ( EX) - quero comprar um D600, ou D800. Pergunto:,estas 3 lentes são compatíveis com a D600 ou D800? Atc Carol Cavalcanti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A 18-55mm vai subutilizar o sensor da câmera, por ser DX, tal como falado no texto. A 50mm vai usar o sensor todo, não tendo o menor problema. A sua sigma vai ter as mesmas limitações de uso de sensor que a 18-55mm.

      Com o tempo você terá que adquirir mais lentes, para poder aproveitar melhor o sensor da câmera. Caso compre uma Full Frame, como a D600 ou a D800.

      Aliás, é um salto grande da D3100 para a D600, e maior ainda para a D800. Se você só usa automático, não vá para a D800, pois ela não tem automático. Ela é para quem realmente sabe o que está fazendo. A D600 tem automático. Mas se sabe usar modo manual e prioridade de abertura, pode pensar na D800, mas fique ciente que é uma câmera MUITO diferente da sua atual.

      Existem kits da D600 com uma 24-85mm FX, que vai substituir a sua 18-55mm. Existem kits com outras lentes também.

      Uma opção, caso não queira ter a 10-20mm perdendo parte da sua utilidade, é migrar para a D7100, que tem um sensor excelente, mas não tão bom quando os das Full Frame, e também é DX. Tem um kit da D7100 que vem com uma 18-105mm, que vai ser mais útil que a 18-55mm da sua D3100.

      Excluir
  9. Olá João, tudo blz?

    Tenho uma D90 e estou pensando em comprar uma D600, porém estava lendo alguns artigos que ela está vindo com problema de sujeira, sabe me dizer se isso é verdade?
    Além disso, sabe me dizer se existe alguma lente FX Fisheye? E qual grande angular você recomenda?

    Obrigado pelo artigo, ficou muito bom, abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema de respingos no sensor da D600 acontece sim, mas parece parar depois de 3 mil fotos. Então se deve fazer uma limpeza de sensor depois disto. Uma outra informação é que isto tinha sido resolvido. Mas li em um site, que a D610 teve este problema resolvido em definitivo. Então, se puder esperar um pouco, sugiro a D610.

      Eu já usei por alguns minutos uma 10.5mm DX, mas ela não funcionaria bem em uma Full Frame. As mais impressionantes olho de peixe que tive notícia foi a 6mm F2.8 e a 13mm F5.6, mas nem tente comprá-las. São itens de colecionador, e eram feitas sob pedido.

      Já usei a 28mm AF-D na D90, e funcionou muito bem. Gostei dela. E tem algumas outras fixas grande angulares. A zoom Nikon 12-24mm é muito boa. Eu pude brincar um pouco com uma e gostei. Também brinquei um pouco com uma Tokina 11-16mm, e me pareceu interessante.

      Obrigado por ler, e espero ter ajudado.

      Excluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Ainda tenho uma dúvida:
    Lentes do formato DX usada em câmeras DX tem a mesma distância focal (no caso "concertada") de uma lente FX usada em uma câmera FX?

    Por exemplo: Lente 200mm DX/Câmera DX
    Lente 200mm FX/Câmera FX

    = Mesmo Campo de Visão.
    Isso confere?

    Agradeço a atenção.
    Obrigado pelas informações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A distância focal na lente não muda, pois é inerente ao projeto da lente, independente se a câmera é DX, FX, médio formato, grande formato, compacta ou qualquer outro formato de filme/sensor.

      As lentes DX projetam uma imagem menor que as lentes FX, como pode ver nas 3 últimas fotos do artigo. Neste caso ela não cobre todo o sensor/filme FX. Uma lente FX cobre todo o sensor DX e ainda sobra um bocado, como dá para deduzir na última foto.

      A lente tem um ângulo que ela consegue pegar a cena e projetar atrás, no sensor/filme. Esta projeção também tem um ângulo. Como os sistemas DX e FX da Nikon usam a mesma distância entre a lente e o sensor/filme, então uma lente DX precisa projetar um ângulo menor atrás pata cobrir um sensor DX. A lente FX precisa projetar um ângulo maior, para cobrir todo o sensor/filme FX. Isto é uma das diferenças das lentes DX e FX.

      Então uma lente, por exemplo, 35mm DX e uma 35 mm FX captam e projetam em ângulos diferentes, para cobrir seus respectivos tamanhos de sensor. Se colocar a lente 35mm DX em uma câmera FX, não vai cobrir o sensor inteiramente, mas ao contrário, se colocar uma lente 35 mm FX em uma câmera DX, a imagem projetada pela lente vai cobrir o sensor todo, e ainda vai sobrar muita imagem por volta do sensor. E neste caso, na câmera DX, as duas vão criar fotos virtualmente idênticas. Pouquíssimas pessoas serão capazes de saber se a lente era DX ou FX.

      Assim, o sensor DX não aproveita toda a imagem projetada pela lente FX, acaba aproveitando um ângulo de projeção menor do que o projetado, e proporcionalmente um ângulo menor do captado pela lente FX.

      Fez sentido?

      Então, uma lente 200 mm FX, por exemplo, capta uma imagem um pouco maior do que o necessário para cobrir o sensor FX, e o sensor aproveita o ângulo de 12 graus e 20 segundos. Mas o sensor DX só pode aproveitar aproximadamente 8 graus, por ser menor. O resto é desperdiçado.

      Abaixo dados sobre a lente de 200 mm da Nikon.

      http://imaging.nikon.com/lineup/lens/singlefocal/Telephoto/af-s_200mmf_2g_ed_vr2/index.htm

      Mas que lente teria o ângulo de 8 graus no sensor FX? A 300 mm, como pode ver abaixo:

      http://imaging.nikon.com/lineup/lens/singlefocal/Telephoto/af-s_300mmf_28g_ed_vr2/index.htm

      Então a distância focal não muda, mas acontece uma equivalência, chamada de fator de corte. A lente 200mm em uma câmera DX, sendo a lente FX ou DX, faz fotos com ângulos de 8 graus no campo de visão, que é o mesmo ângulo que uma lente FX de 300mm faria em uma câmera FX.

      A 200 mm, DX ou FX, em uma câmera DX tem o mesmo campo de visão de uma lente 300mm FX em uma câmera FX, e não o de uma 200mm FX em câmera FX.

      Se tiver mais dúvidas, pode perguntar.

      Excluir
  12. João, cheguei ao seu blog justamente por uma pergunta no google, só que no meu caso foi "o que significa FX no modo de Corte DX", e aqui já encontrei resposta pra várias perguntas minha, parabéns pelo texto!!

    Aproveitando o espaço e a sua paciência, vai uma pergunta:

    Tenho uma D5100, pretendo comprar uma AF-S 50mm 1.8G, a diferença entre essa e a AF 50mm 1.8D é significante, o dobro quase.
    Pretendo migrar para FX (com motor de foco), então eu queria comprar uma lente que pudesse ser usada tanto numa DX quanto numa
    FX, isso é possível?

    Nesse caso, valeria a pensa esta lente?
    http://www.nikon.com.br/Nikon-Products/Product/Camera-Lenses/2199/AF-S-NIKKOR-50mm-f%252F1.8G.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O projeto da ótica da AF-S 50mm 1.8G é novo, e parece que é melhor, mas o da AF 50mm 1.8D é comprovadamente sensacional. Não é sem razão que a AF 50mm 1.8D é considerada uma lenda viva.

      As duas lentes são FX, e funcionam em câmeras DX também. Um detalhe importante é a letra G. A AF 50mm 1.8D tem anel de controle de abertura, o que permite que funcione em câmeras mecânicas, tal como a Nikon FM2. A AF-S 50mm 1.8G não tem este anel, e depende da câmera, portanto não funciona (fora alguns truques) em câmeras mecânicas.

      As duas funcionariam bem em todas as câmeras digitais FX, pois todas elas tem motor de foco, pelo que eu sei.

      As lentes AF-S tem motor de foco interno, e as AF dependem de motor de foco no corpo da câmera.

      No seu caso, que tem uma Nikon D5100, eu recomendaria a AF-S 50mm 1.8G, pois a sua câmera não tem motor de foco, dependendo do motor da lente. Com a lente AF 50mm 1.8D você não teria autofoco, e teria que sempre fazer o foco à mão.

      Excluir
  13. Olá João,
    Sou iniciante nesta área e tenho milhares de dúvidas...rs!! Tenho uma nikon D90, e estou pensando em investir numa lente boa!! A 70-300mm que é FX, me ajudaria nesta máquina? Fotografo ambiente com iluminação razoavel e espaço amplo - igreja. Qual a lente certa? E o flash? Me indique um para investimento tb!!!
    Obrigada!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Usar flash pode ser inconveniente, pois, além de perturbar as pessoas, pode dar problemas de uniformidade de luz.

      Existe uma lente muito boa para usar neste caso, a 70-200mm F2.8 VR. Tem estabilizador, é clara, mas ela é cara. Quanto a 70-300mm, cuidado, pois existem dois modelos bem distintos. Um modelo é barato, leve, mas não tem estabilizador, e o outro é mais caro, pesado, mas tem estabilizador, e é justamente o que eu tenho e recomendo. O estabilizador da 70-300mm F4.5-5.6 VR ajuda MUITO em situação de menos luz. Faz muita diferença.

      Todas que falei acima são FX. Ainda existe a barata 55-200mm, que se não me engano tem estabilizador e é bem mais barata, mas não é FX, e sim, DX.

      Excluir
  14. Olá João, usando uma lente DX em uma D610, no visor ótico da câmera já me aparece a imagem com o corte feito ? Costumo fotografar em RAW, compensaria a queda de pixels ?
    Agradecido ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aparece o círculo projetado pela lente, que é maior que o formato DX, porém menor que o FX, formando uma vinheta, tal como mostrado nas fotos feitas com a N80.

      Se vai compensar a queda de resolução, depende do que pretende fazer, do que é necessário fazer etc.

      Faz bem fotografar em RAW. Eu fotografo em RAW+JPEG FINE.

      Excluir
  15. Bom dia, tenho uma câmera Nikon D3200 e estou querendo adquirir uma lente AF-S VR Zoom-Nikkor 70-300mm f/4.5-5.6G IF-ED, gostaria de saber se este conjunto ficaria bom ou se teria algum problema em utilizar está lente na minha câmera.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Não teria problemas.

      Eu tenho esta lente, e adoro ela. Não uso muito, mas fiz fotos sensacionais com ela. Ela é FX, ou seja, sem problemas com qualquer câmera Nikon que aceite lentes AF-S, seja digital ou de filme. Ela funciona bem na minha N80 (de filme).

      Nunca tentei, mas sei que não vai funcionar bem na minha câmera mecânica, uma FM2n. (Muito longe do seu caso.)

      A minha expectativa é funcionar muito bem na sua D3200.

      Um detalhe, ela é pesada. A versão sem VR é bem mais leve e barata, mas você pode se arrepender se comprar a sem VR.

      Excluir
  16. Bom dia, tenho uma nikon d5100 com uma lente 35mm 1.8g af-s e uma sigma 70-300 DG, vi voce dizendo que a 35mm funcionaria em uma d600 porem com vinheta, sabe me dizer se a sigma tambem funcionaria? o flash yongnuo 565ex tambem? desculpe ter fugido do assunto de lentes tambem, obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que me lembro, a Nikon tem várias lentes 35mm. Algumas DX e outras FX. Se a sua é DX, então terá vinheta nas Full Frame, como a D600. Se é FX não terá. Tem que ver com cuidado qual é a sua lente.

      E a Sigma, se ela dor DC ela deverá ter vinheta. Se não me engano, a sigla DC da Sigma significa DX na Nikon.

      Pelo que pude pesquisar rapidamente, a sua lente é FX.

      Excluir
    2. Não conheço este flash. Mas ele deve reconhecer, ou ter uma configuração para avisar que tipo de câmera está usando, para ajustar o ângulo de iluminação necessário para a foto.

      Excluir
  17. Boa tarde, uma pergunta meio óbvia mas preciso saná-la.
    As lentes FX são bem mais caras que as DX, confere? :(

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde, uma pergunta meio óbvia mas preciso saná-la.
    As lentes FX são bem mais caras que as DX, confere? :(

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde, uma pergunta meio óbvia mas preciso saná-la.
    As lentes FX são bem mais caras que as DX, confere? :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São sim. Algumas são só mais caras, outras são bem mais caras.

      Imagine a seguinte coisa. A área de imagem que ela tem que projetar é maior, aproximadamente 2.25 vezes maior, portanto ela precisa ser mais larga, e assim tem mais vidro, um diâmetro maior etc.

      Excluir
  20. Joao obrigada pelas informacoes voce tem otima didatica para explicar!! Sou fotografa em Miami, faco arquitetura imoveis e gestantes e babys, esportes, Tenho uma d3200, achei que evolui muito na foto quanto a qualidade, mas tb como sou critica tb as vezes creio que a d3200 nao eh tao boa,eu ja estou esperando mais..entende... eu estava pensando em pular para d4 mas li muito sobre as lentes e tenho uma de 10mm que foi dificil de encontrar e paguei cara e sigma ex 10-20 mm1:4 5.6 DC HSM, voce acha que ela daria bem na d4 ou na d810? e a outra q gosto tb em foto esportiva que faco t eh tamron A 70-300mm 1:4-5.6 telemacro ld di, obrigada mais uma vez!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado. Eu tento ajudar.

      As suas lentes DX subutilizariam as câmeras Full Frame. Por exemplo, uma D4 ficaria com 7 Mp e a D810 ficaria com 16 Mp.

      A D3200 é uma Entry Level, uma câmera simples. Por exemplo, a D90 é muito "mais câmera" que ela, mesmo tendo um sensor inferior (A D90 foi lançada em 2008.).

      O salto de uma D3200 para uma Full Frame é grande. Uma opção, que você ainda usaria bem as suas lentes DX, seria a D7200.

      A D4 é para pouca luz, esportes etc. Você falou que faz esportes. Mas as outras coisas que citou que fotografa podem se beneficiar mais de uma D810, e acho que funcionaria com esportes também.

      Lembre-se, estas Full Frame são bem mais complexas que a sua atual, com muito mais recursos. Elas são mais pesadas, especialmente a D4 (Talvez o corpo dela já pese mais do que a sua com a lente 10mm.). Muitas das lentes FX são mais pesadas.

      Se você está fotografando com automático, nem pense nestas Full Frame ainda, pois elas não tem automático. Tem que aprender a usar o manual e, pelo menos, a prioridade de abertura.

      Antes de trocar para Full Frame faça um inventário das lentes DX e FX que você tem. Por exemplo, eu só tenho uma lente DX, que é a que veio na minha D90. O resto do que eu tenho é FX. Eu teria, em uma troca para FX que trocar esta lente DX (Até tenho uma que quebraria o galho, mas não é VR.), e arranjar uma lente de retrato, como a 85mm F1.8 ou F1.4.

      Acho que este meu outro texto poderia te ajudar:

      http://jgoffredo.blogspot.com.br/2014/10/fico-em-dx-subo-para-fx-ou-fico-com.html

      Pode perguntar à vontade. E espero que eu tenha dado mais elementos para pensar.

      Excluir
  21. Muito bom o texto tirou um duvida minha, para compra um camera usada que usarei nos estudos para me tornar um fotografo quem sabe profissional.

    ResponderExcluir
  22. Boa tarde João, tenho a câmera d90 e quero comprar uma camera Fx. Minhas dúvidas são, tenho a lente 17-55DX e 50mm que eu acredito ser fx , já que não tem nada escrito. Minhas prioridades nessa compra é conseguir utilizar essa 50mm, como sou fotógrafa de famílias ela Cropa muito, e preciso de ISO alto para eventos com ambientes escuros. a minha 17-55mm na camera fx vai aparecer essa vinheta pi só vai ter menos megapixels do que teria como uma fx? qual câmera você me sugere ? Pensei na D610 ou D750 ? o que você acha ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas as 50mm que conheci são FX, então a sua deve ser FX, e não deve ser problema. Qual é a sua? Tipicamente, todas as lentes DX informam que são DX, mas nem todas as lentes FX informam que são FX.

      Talvez tenha que comprar outra lente para retrato, uma 85mm, pois a 50 mm equivalia a uma 75mm e se torna uma boa lente de retratos.

      Quanto a vinheta, sim e não. Se a câmera trabalhar em full frame ela fará a vinheta, se ela trabalhar em DX não fará, mas terá menos resolução com um ruído menor.

      Você terá que arranjar um novo conjunto de lentes, todas FX.

      A D750 me parece melhor que a D610. Já pensei em comprá-la. A D610 deve ser mais parecida com a D90, mas a D750 me parece superior.

      Talvez seja melhor comprar a D750 com um uma lente 24-120mm D4. Vai ter um kit muito útil, mais útil do que a 17-55DX na sua D90.

      O kit que falei pode ser comprado no Rio de Janeiro por R$ 10.950,00 segundo a busca de preços no site Boa Dica.

      Espero que tenha ajudado.

      Excluir
  23. Bem, tenho duas lentes a 18-55 e 35mm DX da nikon, agora veio a dúvida... Quero comprar a Full Frame, mas teria que comprar lentes FX apenas a partir de agora para ficar com a Full e a outra Cropada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Sim. O ideal é passar a comprar lentes FX. Elas funcionarão bem nas duas, mas com um ângulo de visão menor nas câmeras DX.

      As lentes DX não cobrirão a área toda do sensor de uma Full Frame, e assim ela funcionará com uma resolução menor, usando só os pixels desta área.

      Excluir
    4. Sim. O ideal é passar a comprar lentes FX. Elas funcionarão bem nas duas, mas com um ângulo de visão menor nas câmeras DX.

      As lentes DX não cobrirão a área toda do sensor de uma Full Frame, e assim ela funcionará com uma resolução menor, usando só os pixels desta área.

      Excluir