Quem sou eu e o que este blog.

Minha foto

Sou viciado em computação, Internet e Fotografia. Morei por quase 6 anos, e ainda frequento, Paraty. Sou usuário de softwares Open Source, tendo dado algumas contribuições em diversas ocasiões.

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Farofas Fotográficas

A farofa é uma das comidas, se não a comida, que mais tem possibilidades de variações, de combinações, de possibilidades etc, mas muita gente sempre faz a mesma receita, com os mesmo ingredientes, sem variações. E para piorar, muita gente faz mesma farofa, quase todo restaurante faz a mesma farofa, sempre seguindo a mesma receita, por causa do mito "Todo mundo gosta de farofa de bacon.". Eu já falei disto aqui.

Pode ser uma covardia não sair do mesmo, não variar as receitas. Algumas pessoas podem criar a sua própria receita, e ela ser a sua "marca registrada" (Conheci um restaurante que tinha a sua receita exclusiva de farofa.), e isto é bom, mas também é bom conhecerem outras receitas para poder variar de vez em quando. Mas tem pessoas que nem tentam aprender novas receitas e/ou criar as suas próprias receitas, fazendo sempre a mesma que todo mundo faz.

De vez em quando vejo isto na fotografia. Pessoas tratando as fotos da mesma maneira, com os mesmos programas, usando tratamentos padrões que vem nos mesmos programas que muitos usam. Todos fazendo farofa de bacon. Medo que a sua farofa/fotografia não seja aceita? E daí se não for aceita? Mas novidades podem ter aceitações surpreendentes, como a minha farofa de banana que fiz em uma festa de ano novo. Todos comeram dela, e ela acabou (E de novo no almoço do dia seguinte.).

E qual é uma das funções da arte, senão provocar, mostrar o diferente, contrapor, subverter.

Eu mesmo me questiono sobre estas coisas. Como agora estou me questionando se não estou exagerando, se não estou me valorizando demais ao fazer esta crítica. Eu tenho um espírito iconoclasta, e não posso resistir a pensar diferente, a derrubar ícones. Mas também sou chegado a não editar as fotos (tem vezes que sou preguiçoso), usando o SOOC.

A farofada

Semanas atrás, depois de enviar o material para a convocatória do Paraty em Foco, peguei uma das imagens e resolvi olhar mais para ela. Era o HDR abaixo, que já foi assunto de retrabalho de edição, mencionado aqui.

HDR com 6 exposições com passos de aproximadamente 2 EV entre elas. Fusão das exposições feita com o Luminace HDR. Mapeamento de tons feito à mão, com ajuste de gama, máximo e mínimo, e depois curvas, no Cinepaint. Foram mais de 9 horas de trabalho para chegar nesta versão, certamente com pausas, sem contar as versões anteriores.

Fiquei pensando: E se eu aplicar as receitas, os algoritmos, de Mapeamento de Tons do Luminance HDR  nesta imagem?

Passei horas fazendo isto, em 3 dias de trabalho, mudando as receitas (algoritmos de mapeamento de tons), as quantidades de ingredientes (níveis das opções de configuração), como mexia a farinha (pre-gama) etc. Para isto usei a versão de 16 bits/cor da farinha (imagem) mostrada acima, pois é mais refinada (mais nuances de tons). As farofas resultantes, as que gostei e as que não queimaram etc, estão abaixo. Algumas ficaram parecidas entre si, e outras ficaram exóticas.

Receita Durand

pregamma_0.2_durand_spatial_51_range_1_base_3
pregamma_0.2_durand_spatial_51_range_2_base_3
As diferenças entre estas duas foram muito sutis. A sombra da luminária é uma delas.

Receita Fattal

pregamma_0.6_fattal_alpha_1.6_beta_1_saturation_0.84_noiseredux_0_fftsolver_1

pregamma_0.6_fattal_alpha_1.6_beta_0.94_saturation_0.84_noiseredux_0_fftsolver_1
Note que só muda um pouco um parâmetro e conseguimos uma mudança no resultado. Algumas receitas (algoritmos) tem parâmetros sensíveis.

Receita Mantiuk 2006

Este é um dos meus algoritmos favoritos.

pregamma_0.6_mantiuk06_contrast_mapping_0.1_saturation_factor_0.8_detail_factor_1

pregamma_0.6_mantiuk06_contrast_mapping_0.05_saturation_factor_0.8_detail_factor_1

As diferenças entre os dois acima são sutis. Gostei mais do Contrast Mapping 0.1, e continuei com ele.

pregamma_0.6_mantiuk06_contrast_mapping_0.1_saturation_factor_0.8_detail_factor_5
Exagerei os detalhes.

Zerando a saturação, i.e., transformando em P&B.

pregamma_0.6_mantiuk06_contrast_mapping_0.1_saturation_factor_0_detail_factor_1

pregamma_0.6_mantiuk06_contrast_mapping_0.1_saturation_factor_0_detail_factor_5
Exagerando os detalhes.

Acho que esta última versão ficou muito legal.

Receita Mantiuk 2008

pregamma_0.6_mantiuk08_auto_luminancecolorsaturation_1_contrastenhancement_1

pregamma_0.6_mantiuk08_auto_luminancecolorsaturation_1_contrastenhancement_1.5

A segunda está mais "sóbria".

pregamma_0.6_mantiuk08_auto_luminancecolorsaturation_1_contrastenhancement_2

E a terceira mais ainda.

pregamma_0.6_mantiuk08_auto_luminancecolorsaturation_1.4_contrastenhancement_1

Mexi na cor. E abaixo, resolvi zerar a cor.

pregamma_0.6_mantiuk08_auto_luminancecolorsaturation_0_contrastenhancement_1

Resolvi experimentar um novo pre-gama.

pregamma_1_mantiuk08_auto_luminancecolorsaturation_1_contrastenhancement_1

Ficou meio "lavado". Mas como era cozinha experimental...

pregamma_1_mantiuk08_auto_luminancecolorsaturation_1_contrastenhancement_2

Melhorando...

pregamma_1_mantiuk08_auto_luminancecolorsaturation_1_contrastenhancement_3

Ficou mais realista agora.

pregamma_1_mantiuk08_auto_luminancecolorsaturation_2_contrastenhancement_2

E que tal um pouco mais de cor e menos contraste?

Receita Fattal pre-2.3

Antes da versão 2.3 o Luminamce HDR tinha um outro algoritmo de Fattal, que tinha alguns bugs, mas era interessante pelo resultado. Por isto que esta opção foi mantida.

pregamma_0.4_fattal_old_alpha_1_beta_0.9_saturation_1_noiseredux_0_fftsolver_0.

Sim, meio delirante.

pregamma_0.4_fattal_old_alpha_1_beta_0.9_saturation_1.5_noiseredux_0_fftsolver_0

Realidade para que?

pregamma_0.4_fattal_old_alpha_1_beta_0.9_saturation_0_noiseredux_0_fftsolver_0

Um daltônico usando alucinógenos?

pregamma_0.4_fattal_old_alpha_0.5_beta_0.9_saturation_1_noiseredux_0_fftsolver_0

pregamma_0.4_fattal_old_alpha_1_beta_0.7_saturation_1_noiseredux_0_fftsolver_0

Receita Reinhard 2002

pregamma_0.27_reinhard02_key_0.18_phi_1

Lindo. Muito realista. Mesmo não tendo as lâmpadas dentro das luminárias bem definidas, como eu tenho no original.

pregamma_0.27_reinhard02_key_0.08_phi_1

Mais sóbrio.

pregamma_0.27_reinhard02_key_0.18_phi_1_scales_range_8_lower1_upper43

Praticamente nenhuma diferença para o primeiro.

pregamma_0.27_reinhard02_key_0.18_phi_1_scales_range_32_lower1_upper43

Praticamente nenhuma diferença.

Pode-se notar os pontos brancos no telhado. São pontos nos quais o algoritmo não conseguiu resolver. Eu poderia ter editado e resolvido isto, apagando-os, mas resolvi deixar. Nada me impede de fazer isto mais tarde.

Receita Pattanaik

pregamma_0.8_pattanaik00_mul_1_autolum

Meio "lavado escuro".

pregamma_0.8_pattanaik00_mul_3_autolum

E parece mais escuro ainda.

Conclusões e discussões

Estas são a versões, por enquanto, das minhas experiências culinária/fotográficas. E não se espantem se eu voltar a fazer novas receitas de farofas.

Sei que este artigo é provocador, que para alguns será chocante, para alguns pode ser inspirador, e para alguns vai passar em branco. Se não gostou, questione os motivos de se sentir assim, de não ter gostado, mas não são bem vindas respostas raivosas. Se sentiu-se inspirado, estude, crie, debata, troque receitas de farofa, e de outras coisas também (Estou afim de ver isto acontecer.), e são bem vindas. Se lhe passou em branco, não tem muito que fazer do que pedir para reler em um outro dia (Se vai fazer isto é por sua conta.).

Outra coisa que pode-se pensar é quanto da foto que você achou maravilhosa é realmente maravilhosa, ou é realce feito em edição. Por que ela é maravilhosa. O que faz uma foto ser maravilhosa? Cores e contrastes impressionantes, ou conteúdo, ou o momento? Cada caso é um caso. Por exemplo, uma foto pode ser maravilhosa só pelo momento dela, como as mostradas aqui.

As imagens deste artigo se baseiam em uma cena muito boa, com as águas calmas, que presenciei, e capturei com a melhor gama de tons que pude fazer no momento, e editei para representar o máximo que pude dos tons que capturei. Esta é a função do HDR. Mas mostrar o máximo de tons que pude foi escolha minha, pois eu tinha a liberdade de ignorar, descartar parte deles. Esta é uma das prerrogativas do artista.

3 comentários:

  1. Obrigado, João, por compartilhar essa foto e a receita.

    ResponderExcluir
  2. Parei em Zerando a saturação para fazer PB

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A saturação é o parâmetro que o mapeamento de tons Mantiuk 06 tem para controlar o nível de cores.

      Excluir