Quem sou eu e o que este blog.

Minha foto

Sou viciado em computação, Internet e Fotografia. Morei por quase 6 anos, e ainda frequento, Paraty. Sou usuário de softwares Open Source, tendo dado algumas contribuições em diversas ocasiões.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Como foi o VII Gnugraf

Mascote deste ano.

O Gnugraf deste ano foi sensacional, com gente muito boa em muitas áreas. Aprendi muito, como também vi que tenho muito a aprender.

O Gnugraf é um evento anual de Software Livre orientado às produções gráficas, incluindo fotografia, e na edição deste ano ele se superou. Ele ocorreu no Caminho Niemeyer, às margens da Baia da Guanabara, perto da Estação das Barcas da Praça Arariboia.

O público foi maior, com palestrantes de nível bem alto, houve uma maior divulgação, inclusive patrocínio da Prefeitura de Niterói.

Plateia atenta na abertura. Esta foto foi rapidamente editada durante a minha palestra, como exemplo de edição de RAW.

A minha oficina de edição de imagens RAW foi legal. Não lotou, mas os que assistiram estavam interessados. Mas é uma pena que não tenho foto (É meio complicado fazer um selfie com uma DSLR, e acho que por isto que algumas pessoas nunca vão comprar uma.).

Também vi muitas palestras e pude conversar com o desenvolvedor brasileiro do GIMP. Pedi alguns recursos interessantes para quem faz HDR, sendo que um importante ele já estava implementando (Acho que dificilmente pode-se conversar sobre recursos a serem implementados com desenvolvedores de softwares fechados.). A versão 2.10 vem para arrasar (Photoshop, você está ficando obsoleto.).

Foram dois dias de palestras, com 9 oficinas concorridas, especialmente as de Blender. Os assuntos variaram de arquitetura, animação de personagens em 3D (o palestrante tinha uma versão dele mesmo em animação 3D), design, ilustração, desenho vetorial, desenvolvimento de scripts, jogos, desenvolvimento de software etc, e fotografia, que foi representada mim, e por Aurélio Adnauer Heckert que deu a oficina de edição de fotografias com o GIMP. HDR foi mencionado em muitos momentos, inclusive por mim, mas não teve nenhuma oficina ou palestra específica sobre o assunto (Quem sabe, pode ser que no ano que vem tenha.).

As oficinas foram em um espaço em comum, assim as mais cheias poderiam usar também os computadores das mais vazias.

O João S. O. Bueno, desenvolvedor do GIMP mencionado acima, fez a palestra mostrado as novidades, o que levou à loucura os ilustradores presentes, e ele nem conseguiu chegar no meio da lista do que tinha que apresentar.

Os ilustradores indo à loucura, e reverenciando ao final da palestra Coisas Escondidas do GIMP, feita por João S. O. Bueno, um dos desenvolvedores do GIMP.

Um dos muitos assuntos abordados foi o preconceito contra ilustradores que não usam Apple Mac por parte dos clientes, mas o novato em Software Livre ali presente (quase 2 anos de uso), o Elias Silveira, ganhou 2 prêmios com a sua primeira capa de revista feita toda com o GIMP, e tem mais uma concorrendo a um prêmio. Isto lembra preconceitos contra fotógrafos segundo o equipamento que usam, e mitos que certos equipamentos não são bons, e que para fazer um trabalho sempre tem que ser um certo equipamento etc.

O palestrante Sidney Moraes Jr e a sua versão animada na palestra Rigging otimizado para personagens lowpoly.

No final de cada dia teve a tradicional e divertida brincadeira de perguntas e respostas. Os palestrantes e os oficineiros faziam as perguntas, e as pessoas da plateia respondiam. Quem acertasse recebia um brinde, quem errasse recebia o anti-brinde, que iria para o próximo que errasse uma resposta, no final ficando com o último que errasse uma pergunta. E pela primeira vez na história um palestrante que faz uma pergunta recebe o anti-brinde, pois perguntou sobre algo que esqueceu de falar na sua palestra.

Foi um evento de um nível bem alto, com pessoas altamente qualificadas e cheias de vontade de ensinar, muito leve e divertido, e tudo de graça, bem ao espírito do Software Livre. Aposto que muito melhor do que muitos eventos caros por aí. Quem acha que só coisas cobradas bem caro prestam é um tolo.

O que esperar para o ano que vem? Uma palestra minha sobre fotografia, talvez de novo de ciclo de trabalho de um fotógrafo, talvez uma oficina de edição de imagens RAW toda renovada, e talvez uma de HDR. Mais algumas de 3D, animação, jogos, arquitetura etc, e ainda uma sobre criação de embalagens de produtos feitos em casa usando software livre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário