Quem sou eu e o que este blog.

Minha foto

Sou viciado em computação, Internet e Fotografia. Morei por quase 6 anos, e ainda frequento, Paraty. Sou usuário de softwares Open Source, tendo dado algumas contribuições em diversas ocasiões.

domingo, 25 de outubro de 2015

Fotografia básica para turistas leigos em fotografia

Depois de dar muitas dicas de fotografia para turistas leigos em fotografia no Centro Histórico de Paraty resolvi escrever este texto. Ele é um conjunto básico de dicas para evitar fotos muito ruins de viagem. Ele está dividido em 3 partes: Motivação, Enquadramento e Noturna. Acho que são os 3 pontos mais importantes que um turista leigo em fotografia tem que saber.

Motivação

Por que você fotografa durante uma viagem? Antigamente as pessoas fotografavam durante a viagem para ajudar a lembrar da viagem, e para mostrar aos amigos próximos. Mas mesmo assim tinham os que não curtiam a viagem, pois simplesmente tiravam foto sem olhar direito para uma paisagem, tiravam foto ao lado de um quadro do museu para dizerem que estiveram ali, e nem olhavam para o quadro. Aparentemente alguns faziam isto para se exibirem, para mostrar que estiveram lá. Um dia estes vão olhar para estas fotos e pensar: "Ué!!! Eu estive lá? Eu não me lembro.".

Por que você viaja? Para tirar fotos ou curtir um lugar diferente? Para ter uma tonelada de fotos para se exibir , postar nas redes sociais, ou para se divertir? Se você se diverte sendo exibido é uma coisa, mas acho isto tolice. Curta o local aproveite, divirta-se, e fotografe para reforçar o lugar bonito em que esteve, o que você viu, o momento feliz etc, para daqui a alguns anos, quando rever as fotos, ter uma felicidade para vir à tona. A foto tem que ser a linha que puxa de volta todas as boas sensações que motivaram aquela foto a ser feita.

Nada contra fazer fotos para compartilhar um lugar bonito, uma felicidade, com os amigos. Isto é saudável, desde que tenha a apreciação, a felicidade, caso contrário pode chegar ao ponto de exibicionismo e ser doentio. Nada de massacrar os seus amigos dizendo que está feliz, pois isto pode ser sinal do contrário.

Um dos efeitos colaterais das redes sociais é incentivar o exibicionismo. Acho que o nível de exibicionismo das pessoas aumentou muito nos últimos anos.

Outra coisa vale notar, você  não precisa aparecer em todas as fotos de viagem. Para que isto? Isto também pode ser sinal de exibicionismo, de narcisismo. Alterne entre aparecer e não aparecer.

Não perca tempo demais fotografando um lugar, senão verá poucos lugares. Não fique fazendo milhares de poses diferentes. Seja simples e eficiente, pois o importante é curtir e relaxar. Só mesmo fotógrafos bem treinados que tem que se preocupar em fazer uma foto realmente boa, e eles poderão vir a fazer uma foto boa mais rapidamente do que você é capaz de fazer a sua foto de leigo, portanto se atenha ao simples.

Resumindo: Seja feliz, e depois fotografe.

Enquadramento

Isto é um terror. Já vi muitas fotos de viagem realmente angustiantes. Em algumas a pessoa estava no meio da foto, se sobrepondo à paisagem, ao castelo, à ponte, à estátua etc. Eu sentia uma angústia enorme, uma vontade de meter a mão e arrancar a pessoa dali para ver o que estava por trás. Nunca faça este tipo de foto, pois isto irrita as pessoas e é sinal de exibicionismo.

Por que esta mania de tudo estar no meio? Como um amigo pintor fala, as pessoas se colocam em um alvo, e parece até que estão na mira de um atirador prestes a levar um tiro.

Você não precisa saber regra dos terços, pontos áureos etc, mas basta seguir algumas regras simples:

1 - Nunca obstrua nada. A pessoa que posar na foto não pode encobrir nada de importante. A cena, a estátua, a paisagem, o quadro etc, tem que aparecer, e a pessoa que posa também.

2 - Para que estar no meio? Aproveite melhor o espaço da foto, com um para um lado e o outro para o outro. A pessoa de um lado, e a cena, estátua, quadro etc, do outro.

Estas duas regrinhas, simples de serem seguidas, podem fazer uma diferença muito grande na qualidade das suas fotos.

Existem mais regras? Claro que sim, mas deixe isto para os fotógrafos treinados. Você está viajando para se divertir.

Noturna

Aqui reina cada desastre que nem se imagina. Fotos "Eu estive aqui, mas aqui onde?", "Namoradas e esposas virando fantasmas.", gente tentando fazer foto de paisagem com flash etc.

Primeiro, o flash é uma ilusão. Ele é só uma ferramenta para iluminar coisas próximas e não vai iluminar aquela montanha a 5 Km de distância. Aliás, nem aquela igreja a 20 metros de distância. Ele pode fazer mais desastres do que ajudar, e não existe a obrigação de usar flash de noite.

Primeiro, conheça os modos noturnos da sua câmera. Os típicos que podem ajudar são Paisagem Noturna e Retrato Noturno. Aprender a desligar o flash também pode ser útil.

A paisagem noturna é para tirar foto daquela montanha a 5 Km, aquela cena ampla, aquela igreja a 20 metros etc.

O modo retrato noturno serve para quando tem alguém próximo na foto, pois o alcance de flashes de câmeras compactas e de celulares é só de alguns metros. A foto não termina no disparo do flash, pois continua por um tempo para pegar o fundo. Neste caso continue fazendo a foto até a câmera dizer que a foto está feita.

Evite pegar muito chão quando usar o flash, pois ele faz coisas chatas com o chão. Fica um degradê feio.

Em situações que tem luz para iluminar a pessoa que posa, como luz de uma luminária, de uma vitrine de loja, de uma loja, de um cardápio na porta de um restaurante etc, você pode desligar o flash e forçar a câmera a se virar usando esta luz. Mas isto já é uma dica avançada.

Resumindo

Divirta-se e não fique na paranoia de tirar fotos e de se exibir. Não seja narcisista de querer aparecer em tudo que é foto, e seja mais discreto quando aparecer, dando chance da cena também aparecer. Se quer tirar fotos de noite, aprenda os modos que a sua câmera dispõe para uso noturno (Ler esta parte do manual pode ser legal.). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário