Quem sou eu e o que este blog.

Minha foto

Sou viciado em computação, Internet e Fotografia. Morei por quase 6 anos, e ainda frequento, Paraty. Sou usuário de softwares Open Source, tendo dado algumas contribuições em diversas ocasiões.

domingo, 15 de julho de 2012

Concursos fotográficos trambiques

Existem concursos de fotografias que são sérios, bem feitos, com regras claras, respeitando o fotógrafo, com banca examinadora etc, mas infelizmente são a minoria.

Infelizmente a grande maioria dos concursos são trambiques ou golpes de marketing.

Uma parte dos concursos é só para "roubar" fotos, criando um acervo de fotografia, que eles usarão para obter dinheiro, vendendo, licenciando etc, sem te dar um centavo. Um concurso criado por um banco poucos anos atrás tinha uma regra que dizia que toda foto enviada para eles passava a pertencer a eles, sem dizer os limites do que poderiam fazer com ela, assim eles poderiam fazer o que bem quisessem, como vender, usar em propaganda, obter lucro etc. Mas uma outra regra falava que se houvesse qualquer problema legal com a foto, ele seria de sua responsabilidade. Ou seja, eles poderiam ter o lucro que quisessem, sem dar um centavo ao fotógrafo, e o fotógrafo teria todos os prejuízos que viessem a surgir.

Não é só com concursos de fotografia que acontece isto. Alguns de vídeos também. A uns 20 anos atrás uma revista de informática fez um concurso de softwares do gênero: Todo software enviado passaria a pertencer a eles.

Mas concursos de fotografia também podem ser golpes publicitários. Um bando de gente manda fotos, pensando no prêmio, pensando em ganhar um concurso de fotos e ficar famoso etc. Tem vezes que o prêmio é pífio, como uma Ultra Zoom, uma DSLR das mais baratas com a lente de kit, isto quando não é uma câmera compacta de 300 Reais. Mas como funciona este golpe publicitário?

A ideia é atrair a atenção para um site. Eles escolhem por alto as fotos, para não colocar qualquer lixo, e colocam umas 100, ou até mais, expostas no site, que podem ser em muitas páginas. Informam aos candidatos que enviaram as fotos onde elas estão. A votação é pela Internet, então os candidatos começam a fazer spam, i.e., falar com toda a família, amigos, comunidades do Facebook, do Orkut, Twitter etc, pedindo votos. Quem for mais popular ganha o concurso. Mas no processo atraiu milhares de pessoas para ver o site, ver as propagandas do site, repassar o site pelo Orkut, Facebook, Twitter etc, para mais gente ver. Não é um concurso de fotografia, e sim, de spam e de popularidade. Uma foto lixo pode ganhar facilmente um concurso destes.

Podem popularizar mais o site se levarem em conta a popularidade das pessoas que se candidataram na hora da escolha das fotos que vão para a votação popular.

Este tipo de concurso facilmente pode ser criado por quem não entende nada de fotografia, legislação de fotografia, arte etc, por quem nem quer saber realmente de fotografia e arte.

Nada ainda impede que as duas coisas aconteçam ao mesmo tempo, ou seja, o concurso seja para "roubar" fotos e ainda chamar a atenção para um site.

Então, leia as regras do concurso. Não entrem em concurso de votação pela internet pois são farsas. Concursos de votação pela Internet não são considerados sérios por pessoas sérias. A pior coisa que você pode colocar em um currículo é que ganhou um concurso destes (a não ser em vaga de trabalho como spammer). Eu removo estes spams e passo a bronca quando aparecem estes pedidos de voto em comunidades onde modero. Isto quando não faço logo o banimento.

Um comentário:

  1. E as redes sociais elevam esse tipo de concurso a um outro "patamar": compartilhar, curtir, seguir, retuitar... esses pedidos me enlouquecem.

    ResponderExcluir